Au Pair

HOMESICK

Posted on in Au Pair · Outros

Hey! Comentaram em um dos meus vídeos me pedindo pra fazer um vídeo sobre homesick. E eu fiquei pensando em como é difícil falar sobre isso, e como eu me tornei uma pessoa super chorona de um ano pra cá, eu achei melhor escrever aqui no blog. Pelo menos choro sozinha no escuro. Risos.

É engraçado como eu me acostumei rápido com tudo. Em 2015 eu cheguei na Holanda, e eu acho que eu posso contar nos dedos de uma mão quantas vezes eu fiquei triste por estar longe da minha vida no Brasil. Eu sempre me senti muito a vontade na Holanda, e é assim até hoje. Quem me acompanha no instagram e no canal, sempre fala que percebe como eu sou feliz na Holanda. E é verdade. Eu sempre tive amigos, a minha host family holandesa era a melhor que existe, era tudo novidade, e eu me apaixonei pelo país. Todo mês era uma viagem pra um país diferente, final de semana eu sempre saía com as amigas, então eu não tinha muitos motivos pra ficar triste, ou ficar chorando. Eu estava feliz de verdade. Óbvio que eu sentia saudade dos meus pais, meu irmão, meus amigos, mas eu estava feliz ali sabe?

Até que eu me mudei pra Londres. E aí eu tive que começar tudo de novo, casa nova, novos amigos, novos lugares, enfim. Tudo de novo. E ali eu senti homesick, eu lembro de ligar pra casa dos meus pais no Brasil, chorando na rua. E meus pais falavam ” Ingrid, volta pra casa”. Só que voltar pra casa também não era o que eu queria. Acho que misturou tudo, muito tempo longe de casa, saudade de todos os amigos, recomeçar tudo, o crush, o stress de ser au pair muito tempo com a mesma família, problemas com a outra au pair da família, etc. Juntou tudo e eu fiquei bem triste.

E pra mim foi bem complicado, a minha solução foi o canal no youtube. Eu comecei a me forçar a fazer coisas pra gravar pro canal, conheci pessoas incríveis, e ocupei o meu tempo e a minha cabeça. E quando comecei a fazer o curso, foi melhor ainda.

Se eu puder dar uma dica, é: Se você for fazer esse tipo de intercâmbio, tente ocupar o seu tempo e sua mente. Procure cursos, atividades, ou coisas que você possa fazer no seu tempo livre. A maioria das au pairs que eu conheço passam a semana inteira em casa, e saem no final de semana. Tente sair de casa o máximo possível.

Hoje em dia eu já estou acostumada com o fato de morar longe da minha família no Brasil. As vezes o coração aperta um pouquinho, mas a vida é feita de escolhas não é mesmo? Choices, decisions, decisions.

Seja feliz!

Semana que vem a #lovestory volta aqui pro blog, eu sei que vocês gostam!!

Beijos,

Ingrid Costa!

 

2 Replies to “HOMESICK”

  1. Acho que essa deve ser umas das grandes preocupações de todos que querem fazer esse intercâmbio. A gente vê tanto vídeo de meninas super felizes saindo, conhecendo o mundo, confiantes e super maravilhosas que você fica morrendo de inveja ( uma inveja boa; uma inveja de admiração.)e você nem sabe o que cada uma teve que lidar ou está lidando pra chegarem nesse estado de, talvez, contemplação.
    Talvez o homesick seja inevitável e principalmente muito forte a pessoas que como eu, não foram criadas com independência, só depois de muitos tempo, mas que ainda sente o coração gelar quando vai pegar um caminho diferente pra voltar pra casa.
    Eu espero desesperadamente que esse intercâmbio me proporcione amadurecimento e momentos felizes porque minha caixinha de felicidade está bem vazia durante esses últimos anos.
    Obrigada pelo post e pelos vídeos. Eles te ajudaram e ajudam muitas outras pessoas também. Um beijo no seu coração ♡♡

  2. Oi Ingrid,
    cheguei no seu blog através do blog das 30 au pairs e só aí descobri que já havia visto vídeos seus hahaha! Enfim vou ir lendo seus posts, pois vou embarcar pros EUA em julho como au pair e é sempre bom termos contato e compartilharmos informações com meninas que estão vivendo essa loucura de au pair como a gente! Hahhahaah! Eu também tenho um blog, passa lá depois, é amordesonhadora.blogspot.com. 😉
    Enfim, essa tal de homesick deve ser bem complicada no começo principalmente, vamos ver como vai ser pra mim, maaaasss se quisermos fazer intercâmbio essa é uma das questões a se lidar! Adorei a dica de preencher o tempo e com certeza vou
    adotar! Hahahah!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *